Publicidade

Postagem em destaque

Piloto sobrevive a acidente impressionante a 482 km/h; assista

Batida aconteceu durante corrida de arrancadas nos EUA © Reprodução O piloto Steve Torrence conseguiu sobreviver a um dos acidentes...

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Amigo de bicheiro morto é baleado na zona norte do Rio

PM estava tratando o caso como latrocínio, mas testemunhas disseram que os bandidos não levaram nada

© Reprodução / Instagram
Um dia depois do bicheiro Haylton Gomes Escafura, de 37 anos, ser encontrado morto num quarto de hotel na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, um amigo dele foi baleado e não resistiu. Marcelo Viera França, de 38 anos, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (15) em frente ao seu bar 'Boteco do França', no Cachambi, na zona norte da cidade. A Polícia Civil está investigando uma possível ligação entre os dois crimes.

França morreu com dois tiros na cabeça. A polícia estava tratando o crime como um latrocínio (roubo seguido de morte), mas testemunhas disseram que os bandidos não levaram nada do estabelecimento nem das pessoas.
"Não foi assalto. Foi uma execução. Nada foi levado. O bar estava fechado. Vieram para matar o dono do bar", disse uma testemunha ao Extra. Contudo, a PM informou que testemunhas relataram que os criminosos anunciaram um roubo antes de efetuarem os disparos.
O comerciante havia publicado no Instagram uma homenagem ao amigo assassinado no dia anterior:
"Um amigo não precisa estar com a gente o tempo todo, porque amor de amigo vence a distância. Amigo que é amigo mesmo pode até ter outros amigos, porque amor de amigo nunca acaba. Ele se multiplica. Tem amigo de tudo quanto é jeito: de infância, da escola, de bairro, de igreja, de faculdade, de internet, amigo de amigo. Tem amigo até que a gente nem lembra de onde veio. E cada um deles tem um espaço guardado na memória e no coração. Amigo que é amigo porque está presente nos momentos mais importantes da vida da gente. Que o Pai superior permita que os espíritos de luz venha em seu auxílio meu amigo Haylton, te direcionando pelo caminho de paz e amor. Descanse em paz", escreveu.
Segundo o Extra, não está confirmado se França tinha alguma ligação com os negócios de Escafura, mas moradores da região alegam que o baixo movimento do bar sempre foi motivo de desconfiança. "O bar é enorme. Foi aberto no meio da crise, em março, e nunca está cheio. Os moradores acham muito esquisito. O dono é morador do bairro, mas não sabemos muito bem o que ele fazia antes de abrir o bar", revelou uma fonte que preferiu não se identificar.
A vítima chegou a ser socorrida por policiais e levada para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos.
A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) está investigando o caso e vai solicitar imagens de câmeras de segurança da região.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb