Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

domingo, 18 de junho de 2017

Cuca modifica time titular pela 9ª vez, e Palmeiras vence 1ª fora

Alviverde bateu o Bahia por 4 a 2 na Fonte Nova

© Divulgação/Palmeiras
Contratado há 45 dias, Cuca ainda não conseguiu encontrar a formação ideal do Palmeiras, mas parece estar bem próximo do objetivo após o futebol apresentado pela equipe no triunfo sobre o Bahia por 4 a 2, neste domingo (18), na Fonte Nova, em Salvador, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time alviverde soma dez pontos e se distanciou da zona de rebaixamento -ocupa atualmente o 12º lugar, mas pode ser ultrapassado pelo Sport, que ainda enfrenta o Vitória neste domingo, e pelo Cruzeiro, adversário do Grêmio na segunda-feira.
O triunfo foi o primeiro de Cuca como visitante desde que retornou ao clube. Até então, tinha quatro derrotas fora de casa na competição para Chapecoense, São Paulo, Coritiba e Santos, além de um revés para o Internacional, pela Copa do Brasil.
Apesar da vitória, o treinador tem um desempenho pior do que no ano passado, quando perdeu os quatro primeiros jogos. Em 2016, após 11 partidas, o treinador tinha 51,5% de aproveitamento, contra 48,5% desta temporada.
No duelo contra o Bahia, o técnico palmeirense colocou o meia Tchê Tchê pela primeira vez no banco de reservas. O jogador tinha sido titular nas dez partidas anteriores. Agora, só Fernando Prass começou jogando todos os 11 jogos com o treinador.
Sem Tchê Tchê, o setor foi formado com Thiago Santos e Jean como volantes. A linha de três do meio de campo ainda teve Róger Guedes, Guerra e Keno. Willian atuou no ataque.
Já o sistema defensivo teve Maike, Mina, Juninho e Egídio, que tinha atuado pela última vez contra o Coritiba há 11 dias.
Com essa formação, o Palmeiras apertou a saída de bola assim como fazia na temporada passada, quando conquistou o título. Quando recuperava, o time apostava em jogadas de velocidade. Em uma delas, Guerra lançou Keno, que sofreu pênalti. Com clima ruim no elenco, Róger Guedes pegou a bola e cobrou para abrir o placar.
Apesar da boa atuação da equipe paulista, o Bahia criou oportunidades para marcar, mas parou em Fernando Prass, que fez duas defesas simultâneas em chutes de Renê Júnior e Edigar Júnior. No final da etapa inicial, o goleiro não conseguiu salvar o clube. Ele defendeu o chute de Zé Rafael e, na sequência, a cabeçada de Edigar Júnior. A bola, no entanto, sobrou para Vinicius, que fuzilou e empatou o jogo.
No segundo tempo, Cuca sacou Maike e colocou Tchê Tchê. Com a modificação, Jean foi deslocado para a lateral. O Palmeiras dominou a etapa complementar e desempatou com Keno.
O time ainda criou outras chances para ampliar o marcador e conseguiu com Mina, aos 37 minutos, após uma cobrança de escanteio e desviou de Juninho.Dois minutos depois, Juninho falhou e João Paulo diminuiu.
O Palmeiras não se desesperou. A equipe se fechou na defesa e apostava no contra-ataque. Nos acréscimos, Willian marcou o quarto e definiu o placar.
BAHIAJean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Renê Júnior e Juninho (João Paulo); Zé Rafael, Vinícius (Ferrareis) e Mendoza; Edigar Junio. T.: Jorginho
PALMEIRASPrass; Mayke (Tchê Tchê), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean e Guerra; Roger Guedes, Keno (Erik) e Willian. T.: Cuca
Gols: Roger Guedes (P), aos 17min, e Vinicius (B), aos 44min do 1º tempo; Keno (P), aos 3min, Mina (P), aos 37min, João Paulo (B), aos 39min, e Willian (B), aos 46min do 2ºCartões amarelos: Regis Souza (B); Keno, Willian, Juninho e Roger Guedes (P)Local: Fonte Nova, em SalvadorJuiz: Rodolpho Toski Marques (PR). Com informações da Folhapress. 
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb