Publicidade

sábado, 10 de junho de 2017

Impasse com Catar pode gerar guerra no Golfo, diz ministro

Ministro alemão considera 'dramática' a aspereza das relações entre os países da região

© Fars News / Reuters
O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Sigmar Gabriel, alertou neste sábado que a disputa entre o Catar e outros países árabes do Golfo Pérsico pode levar a uma guerra na região, o que demanda uma solução rápida para o impasse.


“Há um risco de que essa disputa leve a uma guerra”, afirmou Gabriel ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung.
O ministro alemão ainda considerou “dramática” a aspereza das relações entre os países da região do Golfo, relembrando o início da crise, deflagrada na última segunda-feira.
Gabriel revelou ter conversado ao longo desta semana com autoridades da Arábia Saudita, Catar e Turquia, e que chamadas telefônicas com os ministros de Relações Exteriores do Irã e do Kuwait aumentaram a sua preocupação.
Depois das minhas conversas nesta semana, eu sei o quão séria é a situação, mas eu acredito que há também boas chances de ocorrerem progressos”, completou o ministro alemão.
No início desta semana, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Egito e Bahrein romperam relações diplomáticas com o Catar, cortando ainda todas as conexões de transporte. O vizinho é acusado de ter vínculo com indivíduos e entidades consideradas terroristas – como o Estado Islâmico – e também com o Irã, nação inimiga desses países.
Os Estados Unidos acompanham a situação de perto e, de acordo com o secretário de Estado Rex Tillerson, o Catar está cuidando da questão, mas é preciso fazer “mais e mais rápido”. Já o presidente Donald Trump alertou para as “conexões históricas” do Catar com terroristas e pediu pulso firme ao líder do país, emir Tamin ben Hamad al Thani (Sputnik Brasil).
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb