Publicidade

Postagem em destaque

Renan ironiza fala da PGR sobre Geddel: 'Achei que o chefe era outro'

Senador usou suas redes sociais para alfinetar o presidente Michel Temer © Waldemir Barreto/Agência Senado A procuradora-geral da R...

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Luta entre Sonnen e Wanderlei faz Bellator pensar em 'plano B'

O Bellator 180 tem previsão de acontecer neste sábado (24)

© Reprodução / Instagram
Depois de três anos, o confronto entre Chael Sonnen e Wanderlei Silva irá, enfim, acontecer. Pelo menos é isso que espera Scott Coker, presidente do Bellator. Convivendo com imprevistos nos cards da organização, o dirigente preparou um "plano B" caso algo aconteça e o maior evento da história do Bellator fique sem sua principal luta.


O Bellator 180 tem previsão de acontecer neste sábado (24).
"Nós temos um plano de contingência, mas eu realmente estou focado nessa luta. Eu sei que ela vai acontecer. Nós falamos com o Chael nesses dias que passaram, falamos com o Wanderlei e ele está pronto para vir para cá. Nesse domingo viajamos para Nova York, ele vai aparecer em Nova York e nós vamos fazer essa luta acontecer", afirmou Coker, no último sábado (17), em entrevista ao "MMA Junkie", sem dar mais detalhes sobre qual seria o "plano B".
A preocupação de Coker tem um sentido histórico. Na época em que os dois lutadores estavam no UFC, o combate chegou a ser marcado em três oportunidades, mas sempre desmarcados. Em duas delas, o motivo foi o doping. Primeiro, Wanderlei se recusou a fazer um exame antidoping depois do TUF Brasil 3. Depois, Sonnen foi flagrado com substância dopante e suspenso por dois anos.
No final de março deste ano, o Bellator anunciou que planejava fazer o combate, enfim, acontecer. De lá para cá, os preparativos trouxeram dores de cabeça para a organização. Wanderlei Silva foi ausência física em duas entrevistas coletivas para promover o evento. Na primeira, ainda participou por vídeo, alegando que não queria interromper os treinos. Na segunda, porém, a ausência resultou na retirada de Sonnen da lista de participantes da entrevista.
'TRASH TALK'
Adeptos do estilo falastrão durante toda a carreira, Chael Sonnen e Wanderlei Silva não deixaram por nem um minuto sequer as provocações de lado durante os meses que anteciparam o combate. Na primeira entrevista coletiva -aquela em que Wanderlei participou por vídeo, o brasileiro chegou até a ser repreendido pela lenda Fedor Emelianenko.
"Eu acho que você tem que estar sempre com o controle de si mesmo. E sinto que quanto mais uma pessoa fala fora do ringue, menos ela faz ali dentro. Eu não gosto e não concordo com esse tipo de comportamento entre atletas e pessoas, seja dentro ou fora do esporte", afirmou o russo, à época, ao "MMA Fighting".
A crítica veio após a discussão entre Wanderlei e Sonnen na coletiva. Na ocasião, o brasileiro se irritou com as provocações do norte-americano e o fato de Sonnen insistir em tentar fazê-lo lhe chamar de "Mr. Sonnen". "Chupe minha b...", disparou o brasileiro, enquanto fazia gestos com a mão e a boca.Desde então, as provocações só aumentaram. E Sonnen aproveitou para colocar em dúvida a presença de Wanderlei Silva no Bellator 180.
"Não tenho certeza se o Wanderlei Silva virá. Eu estarei lá, dei a minha palavra e estarei lá não importa o que acontecer. Mas não sei quanto a ele. No beisebol, você tem a regras dos três 'strikes' e ele já teve dois contra ele. Nós tivemos uma coletiva de imprensa e ele não compareceu. Tivemos outra coletiva de imprensa e ele não compareceu novamente. A única coisa que resta é a luta", provocou em entrevista ao site "FloCombat".O Bellator 180 será transmitido ao vivo, a partir das 21h (de Brasília), pelo canal Fox Sports. Com informações da Folhapress.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb