Publicidade

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Motorista que atropelou skatistas na Rua Augusta se entrega à polícia

Ele disse à polícia que ficou apavorado após ter um retrovisor do carro quebrado pelos jovens

© Reprodução/TV Globo
O motorista que atropelou um grupo de skatistas, no domingo (25), na rua Augusta, centro de São Paulo, se entregou à polícia no início da tarde desta segunda-feira (26). Ao menos três pessoas ficaram feridas, nenhuma com gravidade. Veja o vídeo aqui.


O motorista foi identificado como o dono do Ford EcoSport que atingiu os skatistas. Ele disse à polícia que ficou apavorado após ter um retrovisor do carro quebrado pelos jovens que desciam a rua, e acelerou sem conseguir controlar o veículo, afirmou o delegado Roberto Pacheco, do 4º DP (Consolação), ao "SP1", da TV Globo.
O atropelamento aconteceu por volta das 10h, quando a rua estava interditada para comemorações do Dia do Skate, celebrado mundialmente em 21 de junho. O evento começou na avenida Paulista e terminaria no Vale do Anhangabaú, também no centro.
Imagens feitas por moradores dos arredores mostram os skatistas descendo a rua e o veículo atingindo diversas pessoas. Uma delas fica sobre o teto do carro -na sequência, um grupo passa a perseguir o veículo.
Segundo Edgar Victor, 42, atendente de uma lanchonete na rua Augusta, o atropelamento começou na altura da rua Marquês de Paranaguá e terminou na esquina com a rua Dona Antônia de Queirós, uma distância de 400 metros.
"O carro veio arrastando os skatistas. Tinha gente em cima do capô. Eles começaram a gritar, jogar skate. Quando o carro chegou aqui em cima, os vidros já estavam quebrados. O carro ficou estragado."
O Corpo de Bombeiros foi ao local e prestou socorro a três homens com ferimentos leves. Uma das vítimas é Gutemberg Araújo, 30, gerente de uma loja de skate na própria rua Augusta. Ele foi socorrido e levado à Santa Casa de São Paulo com suspeita de fratura na perna.
A irmã do rapaz, a advogada Matilde Alves de Araújo, 33, diz no domingo que buscará responsabilizar o motorista nas áreas cível e criminal. "Vou me empenhar ao máximo para descobrir quem fez isso e fazê-lo pagar por isso", afirmou ela. "O que ele fez é uma tentativa de homicídio".
Gutemberg disse à irmã que o carro foi visto minutos antes do acidente pela primeira leva de skatistas que desceu a Augusta. Ele fazia manobras numa rua paralela.Quando uma segunda turma -na qual estava o gerente- passava pela Augusta, o motorista furou o bloqueio da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e atropelou as vítimas.
Segundo a reportagem apurou, o carro continua alienado em nome de um banco, o Finasa. Há duas multas registradas, ambas cometidas neste ano por excesso de velocidade.
No Facebook, mais de 5.000 pessoas confirmaram presença na confraternização itinerante, que começou na avenida Paulista e segue em direção à praça Roosevelt e ao vale do Anhangabaú. Com informações da Folhapress.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb