Publicidade

terça-feira, 20 de junho de 2017

Paris: polícia detém 4 parentes de agressor e encontra 'arsenal'

Ainda não está claro se esses familiares têm alguma relação com o terrorismo

© Charles Platiau / Reuters
As autoridades da França anunciaram nesta terça-feira (20) terem detido quatro familiares do extremista que, na véspera, avançou com um carro com explosivos e armas contra uma viatura da polícia na avenida Champs-Élysées, em Paris.

Em uma operação de busca na residência do suspeito, localizada na região de Paris, foram detidos a ex-mulher do suspeito, seu irmão e sua cunhada. Em outro local, foi detido o pai do extremista. Ainda não está claro se esses familiares têm alguma relação com o terrorismo.
Além disso, uma fonte com conhecimento dos detalhes da investigação disse que a polícia encontrou um "arsenal" na casa do radical.
O suspeito foi identificado como Adam Djaziri, 31. Ele era conhecido da polícia desde 2015 por atividades extremistas e, apesar disso, tinha licença de porte de armas, o que provocou questionamentos contra as autoridades.
O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, disse nesta terça (20) que a licença foi emitida antes de o radical ser notificado às autoridades. "Se você tirar a licença de alguém que é alvo de vigilância ou que está sendo monitorado, ele rapidamente entenderá por que a retiraram. (...) É uma decisão difícil."
A avenida Champs-Élysées é uma das maiores de Paris e está entre as mais conhecidas do mundo, sendo visitada por milhares de turistas todos os dias. O local da tentativa de ataque de segunda-feira (19) fica a poucas centenas de metros do Palácio Presidencial e da embaixada dos Estados Unidos.
A França sofreu uma série de atentados terroristas nos últimos anos e, desde novembro de 2015, está em estado de emergência. A própria região da Champs-Elysées foi alvo de um ataque em abril, três dias antes do primeiro turno da eleição presidencial, em que um policial foi morto -a ação foi reivindicada pela milícia extremista Estado Islâmico. Com informações da Folhapress.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb