Publicidade

sexta-feira, 23 de junho de 2017

PM morta com bicheiro em hotel não contou sobre relacionamento

Amigos e familiares da policial militar não sabiam da relação dela com o bicheiro; os dois foram assassinados em um hotel

© Reprodução / Facebook
A policial militar Franciene Soares de Souza, 27 anos, foi assassinada em um quarto do hotel Transamérica, na Barra da Tijuca, juntamente com o contraventor Haylton Carlos Gomes Escafura, de 37 anos, filho do bicheiro José Caruzzo Escafura, o Piruinha. O crime aconteceu na último dia 14 e gerou grande comoção entre familiares e amigos. Franciene cursava Nutrição e tinha uma filha de seis anos.

O jornal Extra conversou com amigos próximos à Franciene e, segundo eles, "ela estava no lugar errado e na hora errada".
No entanto, o relacionamento da PM com Haylton era segredo, pois ela não assumiu nenhum relacionamento sério. Os amigos acreditam que a passista da Beija-Flor de Nilópolis e da Unidos de Padre Miguel sabia de quem Haylton era filho, mas não a dimensão do envolvimento dele próprio com a contravenção. O bicheiro havia deixado a prisão em fevereiro, após obter liberdade condicional.
"A gente conversava muito, inclusive sobre questões afetivas. Estivemos juntas no fim de semana anterior (à morte) e perguntei sobre isso, mas ela disse que não tinha ninguém. Nem a mãe sabia desse rapaz", contou uma amiga ao Extra.
“Não tinha como não ficar amiga da Fran. Acho que nunca a vi triste ou chateada. Era uma pessoa radiante, que gostava demais de viver. As pessoas estão falando muita coisa, só que não a conheceram. Ela não era uma aproveitadora, tudo o que tinha batalhou demais para conseguir, correu atrás. Essa história pegou todo mundo de surpresa não só pela morte em si, mas também porque não era do feitio dela estar no meio de uma situação como essa. Acho que ela não imaginava o quanto ele era envolvido nem sabia do risco que poderia correr", disse outra amiga que preferiu não se identificar.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb