Publicidade

Postagem em destaque

Homicídios no Brasil mataram mais do que guerras na Síria e Iraque

Segundo dados do Datasus, 786.870 pessoas foram assassinadas no Brasil entre janeiro de 2001 e dezembro de 2015 © Reuters Os assassin...

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Polícia prende suposto líder do roubo de cargas no Rio

Suposto integrante do Comando Vermelho, ele atuava no morro do Chapadão, na zona norte, onde foi detido

© Reprodução / PF

Uma operação realizada nesta terça-feira, 27, pelas polícias Federal, Civil e Militar do Rio resultou na prisão de Jefferson Targino da Silva, de 30 anos, conhecido como Targino e anunciado como um dos principais líderes do roubo de cargas no Rio de Janeiro. Suposto integrante do Comando Vermelho, ele atuava no morro do Chapadão, na zona norte, onde foi detido.

O roubo de cargas cresceu bastante nos últimos meses - segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), órgão estadual responsável pelas estatísticas criminais do Estado do Rio, de janeiro a abril deste ano houve aumento de 125% no número de casos, em relação ao mesmo período de 2003, primeiro dado disponível. Foram 1.313 registros em 2003 e 2.957 em 2017.
Para tentar combater o roubo de cargas, a Força Nacional de Segurança, que atua no Rio desde 15 de maio com cerca de 420 agentes em pontos fixos de policiamento, vai mudar a estratégia, passando a atuar em pontos móveis, e aumentar o efetivo para aproximadamente 600 homens, segundo a Secretaria Estadual de Segurança. Apesar da ajuda da Força Nacional na segunda metade do mês, maio registrou um aumento de 42% nos casos de roubo de cargas no Rio, comparado a maio de 2016, segundo o sindicato de transporte de cargas do Rio. O ISP ainda não tem dados sobre maio.
Em protesto por mais segurança, caminhoneiros e empresários do setor fizeram um protesto na Avenida Brasil, uma das principais vias expressas da capital fluminense, durante a manhã desta terça-feira, 27. Os cerca de 100 manifestantes causaram congestionamento de quase 18 quilômetros.
A investigação que resultou na prisão de Targino começou há cerca de quatro meses, segundo o delegado Marcelo Prudente, da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio (Delepat) da Polícia Federal. "O morro do Chapadão é o epicentro do roubo de cargas no Rio, e Targino articulava naquela região comparsas que praticavam esse crime e respondiam a ele", contou Prudente. O acusado não ofereceu resistência nem tentou fugir. Com ele foram apreendidos uma pistola 9 mm, um radiotransmissor, um celular, um carro e uma moto.
Operação simultânea
Simultaneamente à operação que prendeu Targino, as polícias Civil e Militar do Rio, sem a participação da Federal, promoveram outra ação de combate ao roubo de cargas e ao tráfico de drogas nos complexos do Chapadão e da Pedreira (ambos na zona norte) e na favela do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense. Um suspeito foi morto durante troca de tiros com policiais militares. Quatro supostos traficantes foram presos, sendo um deles envolvido com o roubo de cargas, segundo a Secretaria de Segurança. Um adolescente foi detido, e foram apreendidas armas e drogas.
A operação começou durante a madrugada e mobilizou o Batalhão de Ações com Cães (BAC), o Batalhão de Choque e o 41º Batalhão (Irajá), além de diversas delegacias especializadas da Polícia Civil. Com informações do Estadão Conteúdo. 
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb