Publicidade

Postagem em destaque

Verba a programa contra seca no Nordeste e em MG sofre corte de 95%

Informação consta em Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) enviado pela gestão de Micher Temer ao Congresso © DR Premiado internac...

domingo, 11 de junho de 2017

São Paulo registra madrugada mais fria do ano

Defesa Civil mantém a capital paulista em estado de alerta para baixas temperaturas desde as 18h25 desta sexta-feira (9)

© Fotos Públicas / Rovena Rosa/Agência Brasil
A cidade de São Paulo registrou a madrugada mais fria do ano pela segunda vez consecutiva. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências, (CGE) a temperatura média na capital paulista foi de 8,7 graus neste domingo (11), mais baixo que os 9,4 graus registrados na madrugada de sábado (10).

Em bairros mais afastados as temperaturas ficaram ainda mais baixas, como em Capela do Socorro, (zona sul) 3°C, e São Mateus, (zona leste) 5°C. No extremo sul da cidade, em Parelheiros, e no Butantã (zona oeste), o registro foi de 7°C.
A Defesa Civil mantém a capital paulista em estado de alerta para baixas temperaturas desde as 18h25 desta sexta-feira (9). Apesar do frio, não há previsão de chuva para a cidade.
A sensação térmica de frio continua em São Paulo ao longo do dia. O céu permanece com poucas nuvens. A máxima não supera os 21ºC.A madrugada deste domingo foi a mais fria do ano até agora em praticamente todas as regiões do Estado de São Paulo. A menor temperatura registrada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) foi 1°C em Campos do Jordão, com geada ao amanhecer.
PREVISÃO
A próxima semana inicia com frio durante a madrugada. Os termômetros devem registrar índices próximos dos 10ºC, e o amanhecer será com sol entre poucas nuvens. Ao longo da tarde, a temperatura máxima chega aos 23ºC. A segunda-feira (12), dia dos namorados, será mais um dia de tempo firme sem previsão de chuva para a Grande São Paulo e Capital.
MORADORES DE RUA
As calçadas, marquises, escadarias e agências bancárias são usados como "abrigos" para quem não tem onde dormir nessas noites frias.
O Pateo do Colégio, na região central, continua sendo o maior albergue a céu aberto da cidade. Na madrugada deste domingo, cerca de cem pessoas ocupavam o espaço sem que qualquer representante da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social aparecesse no local para recolher ou dar algum tipo de acolhimento a essas pessoas.
Bem próximo à sede da prefeitura, na rua Líbero Badaró, a cerca de 300 metros do edifício, dois moradores de rua usavam o interior de uma agência bancária do Bradesco para dormir em segurança. Do lado de fora, outros cinco moradores ocupavam a escadaria e a calçada.
A reportagem da Folha passou em pelo menos dois Centros de Acolhida para adultos na região central da cidade. Em um dos locais, na Rua Prates, não havia nem placa de identificação na frente do prédio.
MORTE
Na madrugada de sábado (10), um morador de rua foi encontrado morto no Belenzinho, na zona leste da cidade. A causa da morte é desconhecida, mas a suspeita é que o frio tenha influenciado no quadro de saúde do homem, identificado como Cícero Sidnei.
Em nota, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social lamentou a morte e informou que uma equipe de abordagem chegou a oferecer uma vaga num centro de acolhida ao homem, mas a oferta foi recusada. O caso está sob investigação, e um laudo com as causas da morte será divulgado em 30 dias. (Folhapress)
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb