Publicidade

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Veja como ter plantas, flores e temperos em qualquer lugar da casa

Com as escolhas certas, até espaços pequenos podem ser preenchidos e trazer um pouco mais de natureza para dentro de casa

© iStock
Não é necessário morar em uma casa com quintal e jardim para poder cultivar flores ou mesmo hortas com temperos. O segredo é escolher plantas que se adequem às condições de cada espaço. É preciso avaliar, por exemplo, se o local recebe luz solar, se é bem arejado, se tem sombra, enfim, se pode receber determinados tipos de plantas. Ricardo Almeida, da SAPU, tem algumas dicas das melhores espécies, de cuidados essenciais e de como aplica seus conhecimentos em paisagismo de prédios na capital paulista.

“Quando me perguntam os cuidados básicos necessários com as plantas, eu digo que o mais importante é gostar delas. Todas precisam de água e comida, o adubo. Além de um pouco de sol, claro”, inicia Ricardo. “Também é importante ter alguns utensílios básicos, como regador, pá, garfo e alicate de poda. No caso dos adubos, o ideal seriam os orgânicos, mas podemos recorrer aos fertilizantes manipulados”, aponta Ricardo.
Falando em paisagismo de varandas, Ricardo diz que uma das melhores soluções é verticalizar. “As varandas são mini quintais, uma extensão da Sala de Estar. É o cômodo mais externo de um apartamento, sempre irá remeter a um jardim, no entanto, com menos espaço e luminosidade. Uma das alternativas é verticalizar, tanto com paredes verdes como com vasos pendentes ou trepadeiras em vasos. Vasos com rodízio ajudam na hora de mudança de layout e facilitam a limpeza. Os ventos em varandas muito altas são mais fortes, a escolha da planta é crucial”, afirma.
Quando o assunto, aliás, é sobre a escolha da planta ideal, Ricardo tem muitas sugestões. “Para apartamentos, basicamente, indico plantas de sombra, que sobrevivem em ambientes com pouca luz, e meia sombra, que dependem de, pelo menos, três horas diárias de exposição ao sol”, continua ele. “Podemos fazer uma separação por porte. Por exemplo, entre as plantas de porte grande, dependendo do espaço, um jasmim-manga ou uma jabuticabeira em varandas ensolaradas são ótimas. Plantas como pata de elefante, palmeiras Chamadóreas e Pleomeles Verdes são boas opções para áreas sombreadas”, exemplifica.
Falando de plantas de porte médio, Ricardo indica como opções para sombra: alguns tipos de Filodendro (Costela de Adão, Pacová, Guaimbê, Lírio da paz, Laciniatum e Jibóia), Cactáceas (Eufórbia, mandacaru) e arbustos (Zamioculca, clusia, Asplênio). Para um pouco mais de sol, ele diz: “pode-se pensar em flores como Flor de Leopardo, Falsa Iris, Clívia, Begônia e Estrelizia augusta. Ou até trepadeiras tutoradas, como Jasmim dos Açores, Jasmim dos poetas, sete léguas, ipomeia e ipomeia africana”. Já entre as chamadas plantas de porte pequeno, as opções são Jiboia, Minitradescantia (Tostão), Samambaias, columeias e trapoerabas, além da maioria das suculentas.
Ricardo também fala sobre a possibilidade de cultivo de temperos em apartamentos. “Alguns temperos e hortaliças conseguem se desenvolver em meia sombra, mas o ideal para se ter uma horta de tempero completa seria uma área com pelo menos 4 horas de sol por dia. Os temperos mais comuns nesses casos são: manjericão, hortelã, menta, orégano, sálvia, alecrim, cebolinha, salsa e tomilho. Hortas verticais acabam sendo uma opção na falta de espaço”, conclui.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb