Publicidade

Postagem em destaque

Estupros de rohingyas em Myanmar são 'metódicos', diz estudo

Estudo mostrou abusos contra mulheres e crianças © REUTERS/Damir Sagolj O Exército do Myanmar utiliza ações "radicais" e ...

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Caso Eliza Samúdio: Macarrão cumpre pena em regime aberto

Amigo do goleiro Bruno foi condenado a 15 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado

© DR
Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, um dos principais envolvidos no desaparecimento e morte de Eliza Samudio, em 2010, está cumprindo pena em regime aberto desde o dia 26 de junho, conforme divulgado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Macarrão cumpria pena no Presídio Pio Canedo, em Pará de Minas.

Segundo a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), Macarrão cumpria pena no semiaberto desde o dia 21 de junho de 2016. No dia 6 de junho ele teve um novo regime instaurado e, desde então, cumpre pena em situação especial, de prisão domiciliar. O acusado trabalha durante o dia como zelador de uma igreja evangélica e se recolhe à noite na própria casa, obedecendo a determinações judiciais, que incluem retornar para casa até as 21 horas e apresentar-se à Justiça periodicamente.
O amigo do goleiro Bruno foi condenado a 15 anos de prisão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima –, além de mais três anos em regime aberto por sequestro e cárcere privado.
Macarrão foi liberado para o semiaberto depois de cumprir o tempo mínimo exigido para a progressão de regime, que é de 2/5 da pena. Ele ficou preso em regime fechado por 4 anos, 9 meses e 18 dias.
O advogado de Macarrão, Wasley César de Vasconcelos, não respondeu a contato e o responsável pelo Presídio Pio Canedo não quis comentar o caso quando procurado pelo "G1".
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb