Publicidade

Postagem em destaque

Dia do Sorvete: confira o preparo de 3 receitas refrescantes

Confira três sobremesas rápidas para comemorar a ocasião, que também marca a chegada da Primavera © Pixabay Quem não gosta de tomar u...

segunda-feira, 10 de julho de 2017

China compra projeto de carro voador e deve lançar em 2 anos

Supõe-se que o carro voador terá quatro assentos, asas dobráveis, decolagem vertical, bem como piloto automático com o recurso de pouso de emergência

© Reprodução / YouTube
O consórcio de automóveis chinês Geely comprou a empresa americana Terrafugia, que está envolvida na produção do carro voador TF-X, informou o portal russo PopMech.


"Hoje, muitas empresas têm certeza de que, no futuro próximo, os carros não viajarão por estradas, mas pelo ar. É por isso que se dedicam ao desenvolvimento de tais construções", informa o veículo.
Além da empresa americana Terrafugia e da eslovaca AeroMobil, os gigantes como Airbus e Toyota também elaboram seus próprios projetos no setor. A Uber quer ir mais longe e planeja criar um táxi voador. 
De acordo com o PopMech, o consórcio Geely, que também pertence à marca suíça Volvo, tem interesse em carros voadores e considera o campo "promissor".
"Eles ainda não têm recursos para desenvolver seu próprio projeto, mas têm dinheiro. Por isso, o Geely esperou até que alguém tivesse seu projeto em uma fase final para fazer uma proposta de compra que não poderia ser rejeitada", escreve a publicação.
A Administração Federal de Aviação Civil dos Estados Unidos concedeu recentemente um certificado que permite vôos no TF-X como aeronaves leves à Terrafugia.
 Supõe-se que o carro voador terá quatro assentos, asas dobráveis, decolagem vertical, bem como piloto automático com o recurso de pouso de emergência. Os primeiros protótipos podem aparecer em 2019. O custo do TF-X atingirá cerca de US$300 mil. Com informações do Sputnik Brasil.

Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb