Publicidade

Postagem em destaque

Temer dá desconto de 60% em multas por crimes contra o meio ambiente

Perdão será dado quando o infrator optar por converter a penalidade financeira em serviços ambientais © Beto Barata/PR O presidente...

sábado, 29 de julho de 2017

Coreia do Norte diz que EUA estão ao alcance de seus mísseis

Em resposta, Trump afirma que o teste foi 'temerário e perigoso' e que isolará ainda mais os norte-coreanos

© Reuters
O presidente norte-coreano Kim Jong-Un afirmou que o território dos Estados Unidos está agora ao se alcance. A declaração foi dada logo após o teste, com sucesso, de um míssil balístico intercontinental nesta sexta-feira (28). Para Kim, o teste demonstrou a capacidade do país de atacar, "em qualquer lugar e momento" e "confirmou que todo o território continental dos Estados Unidos está agora ao nosso alcance".


A agência estatal informou que o presidente supervisionou pessoalmente o disparo, segundo divulgado pela agência "Efe". O míssil, que é uma versão atualizada do míssil Hwasong-14, percorreu 998 quilômetros, durante cerca de 47 minutos, e atingiu uma altitude de 3.725 km.

O artefato foi lançado em Mup'yong-ni e caiu no Mar do Japão, de acordo o Pentágono. O presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse que o teste foi "temerário e perigoso" e que isolará ainda mais os norte-coreanos.
"Os Estados Unidos condenam este disparo e rejeitam o argumento do regime de que estes testes e estas armas garantirão a segurança da Coreia do Norte. Na realidade, têm o efeito oposto. (...) Ameaçando o mundo, estas armas e estes testes isolarão ainda mais os norte-coreanos, debilitando sua economia e prejudicando seu povo."
Trump ainda prometeu adotar "todos os passos necessários para garantir a segurança do nosso país e proteger nossos aliados".
A China também "condenou as violações da Coreia do Norte das resoluções da ONU". Contudo, as autoridades do país perdiram a "todas as partes envolvidas que mostrem prudência e evitem agravar a tensão" na península coreana.
Para o secretário americano de Estado, Rex Tillerson, "China e Rússia têm a única e particular responsabilidade por esta crescente ameaça à estabilidade da região e do planeta", pois são "principais facilitadores econômicos do programa de armas nucleares e mísseis balísticos" da Coreia do Norte.
Após o teste norte-coreano, Estados Unidos e Coreia do Sul anunciaram exercícios militares conjuntos com mísseis terra-terra.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb