Publicidade

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Cunha e Funaro são alvo de nova ação na Justiça por rombo de R$ 41 mi

Investigações do Ministério Público apontam que os dois e mais dez pessoas usavam o fundo previdenciário do Cedae para fazer aplicações fraudulentas na Bolsa de Valores

© Wilson Dias/Agência Brasil
O ex-deputado Eduardo Cunha e o doleiro Lúcio Funaro, ambos presos na Operação Lava Jato, são alvo de mais um ação na Justiça, desta vez acusados pelo Ministério Público (MP) de causar um prejuízo de R$ 41 milhões ao fundo Prece, previdência complementar dos funcionários da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

Os dois e mais dez pessoas, segundo as investigações, usavam os fundos do Prece para fazer aplicações na Bolsa de Valores. Quando esses investimentos davam lucro, o valor era dividido entre o grupo, quando havia prejuízo, quem pagava a conta era o Prece.
O esquema funcionou, segundo informações do portal G1, entre 2003 e 2006. Na ação civil pública, o MP pede o sequestro de bens dos acusados, num total de R$ 21,8 milhões, para ressarcir as perdas causadas ao fundo previdenciário.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb