Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Entenda a votação da denúncia contra Temer em números

Sessão está marcada para acontecer na próxima quarta-feira (2)

© Ueslei Marcelino / Reuters
A votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, acusado de corrupção passiva pela Procuradoria-Geral da República (PGR), está marcada para a próxima quarta-feira (2).
Depois de passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) - onde o parecer a favor da denúncia foi rejeitado por 40 votos a 25, com uma abstenção -, o processo precisa da aprovação dos deputados, desta vez no plenário da Câmara.
Eles irão votar, nominalmente, pelo prosseguimento ou não do caso ao Supremo Tribunal Federal (STF). Cabe à Corte processar o presidente, segundo a Constituição.
Para ser aberta, a sessão precisa do registro da presença de 51 deputados, mas o processo de votação só poderá ter início quando 342, dos 513 parlamentares, estiverem presentes.
Confira abaixo alguns números e entenda melhor como se dá o trâmite:
  • 51 deputados são necessários em plenário para o começo da sessão;
  • 52 parlamentares registrados são exigidos para o início da ordem do dia na Casa;
  • 25 minutos terá o relator da CCJ para falar sobre a denúncia, mesmo tempo que terá a defesa do presidente Temer;
  • 4 deputados, no mínimo, discutem o relatório da CCJ, sendo dois a favor e dois contra;
  • 257 deputados presentes podem decidir pelo fim dessa discusssão;
  • 342 deputados registrados no painel da Câmara é o mínimo para iniciar a votação;
  • 342 votos são necessários para enviar o processo ao STF;
  • 171 votos são suficientes para barrar a denúncia contra Temer.

Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb