Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ex-ministro Geddel é deixado sem monitoramento em casa na Bahia

Político está sem tornozeleira eletrônica; procurada, Polícia Federal diz que não fo intimada pela Justiça

© Ueslei Marcelino / Reuters

Preso em regime domiciliar há duas semanas, o ex-ministro Geddel Vieira Lima está tornozeleira eletrônica e sem monitoramento da Polícia Federal. O político deixou o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, no último dia 14 e agora está em seu apartamento em Salvador.

A prisão de Geddel foi decretada por suspeita de tentar obstruir as investigações da Operação Cui Bono, que apura fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal.

O ex-ministro foi solto por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que informou que a PF teria a prerrogativa de monitorá-lo, seja por meio de tornozeleira eletrônica ou pelo uso de outros instrumentos legais. Neste caso, poderia ser feito o monitiramento por meio de visitas surpresa ou outra medida definida pelo juiz responsável pela execução penal.
De acordo com reportagem do G1, o estado da Bahia não dispõe, atualmente, dos aparelhos. A PF também informou não ter dispositivo para colocar no ex-ministro. A corporação alega que não foi intimada pela Justiça a fiscalizar os passos do político.
"Enquanto não tiver nenhuma intimação [da Justiça Federal], a gente não tem nada a responder", disse a assessoria de imprensa da PF na Bahia, por telefone. O acordo, segundo a assessoria, deve ser feito entre o sistema penitenciário e a "Justiça Federal".
A defesa do ex-ministro garante que ele permanece em casa, sem contato com pessoas de fora. Os advogados de Geddel afirmam que a falta de tornozeleira não traz nenhuma consequência ao ex-ministro.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb