Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

sábado, 1 de julho de 2017

Faltam profissionais em hospital no Rio de Janeiro

Deputados federais visitam Hospital Federal Cardoso Fontes

© Pixabay
Uma vistoria feita neste sábado (1º) por deputados federais do Rio de Janeiro ao Hospital Federal Cardoso Fontes constatou um quadro de falta de profissionais na unidade, disseram os parlamentares ao deixar o local. Segundo a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), havia apenas dois médicos na emergência para atender aos 28 pacientes internados e a todos que chegavam em busca de atendimento.

"A falta de profissionais de saúde é visível, é explicita nas emergências", disse a deputada, que também identificou problemas na transferência de pacientes para serviços especializados "Em uma emergência, você não pode ter paciente internado por 20 dias".
O deputado federal Celso Pansera (PMDB-RJ) concordou com a avaliação e disse que o hospital enfrenta problemas também de falta de leitos: "A regulação tem uma demora grande. A falta de insumos não é problema, mas a falta de pessoal, de leitos e de regulação é o que temos de mais grave aqui".
Também estiveram na vistoria os deputados Chico D'Angelo (PT-RJ) e Hugo Leal (PSB-RJ). A coordenadora de Fiscalização do Conselho Regional de Enfermagem, Sabrina Seibert, deu suporte técnico à vistoria e disse que a situação não é nenhuma surpresa em relação aos problemas que já eram conhecidos pelo conselho.
"A gente tem um déficit de 30% de profissionais no quadro da enfermagem. São profissionais sobrecarregados, que têm um absenteísmo muito grande e que são realojados de um setor para outros que não são sua especialidade", disse ela, acrescentando que a visita é uma oportunidade para que os parlamentares possam conhecer a situação e elaborar propostas para mudá-la.
Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que os repasses ao hospital estão em dia e que a rede federal do Rio passará por uma reestruturação, para que cada um dos seis hospitais seja especializado em determinadas áreas de atuação. "A meta é aumentar em 20% o atendimento especializado em oncologia, ortopedia e cardiologia, feito nas unidades", acrescenta a nota.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb