Publicidade

Postagem em destaque

Combate ao trabalho escravo sofreu 'retrocesso histórico', avalia CDH

Avaliação foi feita pelo senador Paulo Rocha (PT-PA) © Reuters O governo brasileiro promoveu “um retrocesso histórico” no combate ao ...

sábado, 1 de julho de 2017

Família diz que procurador preso é alvo de 'perseguição'

Preso há 45 dias, Ângelo Goulart Villela não passou por audiência de custódia e nem prestou depoimento

© Reprodução
O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, negou petição da defesa do procurador da República Ângelo Goulart Villela, acusado de ter recebido dinheiro para repassar informações aos donos da JBS, que solicitava a revogação da prisão preventiva. De acordo com o 'Estadão', Fachin considerou que o processo não é mais da competência do STF.

A decisão favorável a Rodrigo Rocha Loures e a Aécio Neves, reforçou o discurso entre familiares do procurador de que Villela é alvo de perseguição. Preso há 45 dias, o procurador não passou por audiência de custódia e nem prestou depoimento.
Segundo a coluna 'Painel', da Folha de S. Paulo, Villela é acusado de ter repassado informações à JBS por R$ 50 mil. No entanto, a família reforça que nenhum montante foi encontrado em sua posse, tanto em seu imóvel, quanto na conta bancária. Parentes também lembram que Rocha Loures foi filmado carregando uma mala com R$ 500 mil e ficará em prisão domiciliar.
Ainda segundo a reportagem, o primeiro encontro do procurador com autoridades vai ocorrer nesta terça-feira (4). A Procuradoria-Geral da República (PGR) nega qualquer tratamento diferenciado ou perseguição a Villela.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb