Publicidade

terça-feira, 11 de julho de 2017

João Santana desiste de recurso e pede para cumprir pena de prisão

Ex-marqueteiro do PT foi condenado a sete anos e seis meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro

© REUTERS/Rodolfo Buhrer
O ex-marqueteiro do PT João Santana pediu, em email enviado a seu advogado nesta terça-feira (11), para desistir de de recorrer da sentença a que foi condenado, no fim de junho. Ele deve cumprir sete anos e seis meses de prisão por 19 crimes de lavagem de dinheiro, de acordo com determinação do juiz federal Sergio Moro. As informações são do UOL.

No mesmo processo, foi condenada ainda a esposa de Santana, a empresária Mônica Moura, o ex-ministro Antonio Palocci, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht e outras sete pessoas.
"De acordo com entendimento verbal, concordo com a posição de vocês de que não deveríamos recorrer para, desta forma, acelerar a execução da pena estabelecida no acordo de colaboração que firmamos com o Ministério Público Federal", escreveu Santana no e-mail enviado às 5h35.
Na manhã desta terça, o advogado do marqueteiro, Breno Brandão, apresentou uma petição a Moro pra que o pedido de Santana seja atendido. Ele também inclui Mônica Moura no pedido.
"[Santana e Mônica] requerem, respeitosamente, que sejam adotadas as medidas necessárias para que se dê o início do cumprimento da pena estabelecida no acordo de colaboração premiada, homologada pelo STF", escreveu Brandão. O magistrado ainda não respondeu ao pedido.
Em abril, o casal fechou acordo de delação premiada em que se comprometeram a colaborar com as investigações em troca de penas mais leves.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb