Publicidade

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Policiais civis desviavam cocaína do cofre do Denarc, diz promotoria

A suspeita é que o esquema tenha durado dois anos, período no qual 53 lacres de droga apreendida teriam sido trocados

© Reprodução / TV Globo
O Ministério Público investiga um esquema de desvio de cocaína de dentro dos cofres do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), da Polícia Civil, por policiais.


A informação foi publicada pelo "Fantástico", da TV Globo, na noite deste domingo (2).
A suspeita é que o esquema tenha durado dois anos, período no qual 53 lacres de droga apreendida teriam sido trocados.
O homem apontado como o articulador do esquema é o investigador Bruno Luiz Soares Figueiredo, que foi preso no ano passado. Por meio de escutas, promotores constataram que, para disfarçar, ele misturaria produtos químicos à cocaína apreendida.
Um outro policial é suspeito de ajudar Figueiredo a desviar a droga do cofre do Denarc, mas seu nome não foi revelado.
As investigações apontam que Figueiredo negocia cocaína e avisou criminosos sobre uma operação policial na cracolândia, realizada em 5 de agosto do ano passado.
A SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) afirmou em nota que o policial foi preso e que o vazamento não afetou a operação do ano passado, na qual os alvos foram presos.
"O Denarc tem adotado diversas medidas visando dar transparência em suas atividades, como a instalação de 10 câmeras de monitoramento, a partir de 02/04/16, no interior do cofre onde são armazenadas drogas. As imagens gravadas são mantidas para eventual consulta", afirma a nota da SSP.
O diz não tolerar "desvios de conduta e todo agente que comprovadamente se envolve com ilícitos é exemplarmente punido".
O advogado de Bruno Figueiredo nega as acusações. "Ele não é traficante. Pelo contrário, é um policial elogiado que nunca teve nenhum problema disciplinar". Com informações da Folhapress.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb