Publicidade

Postagem em destaque

Senado derruba afastamento de Aécio Neves

O senador do PSDB irá retomar ao mandato © Ueslei Marcelino / Reuters Senado decide por 42 votos a 26 derrubar a decisão do Supremo T...

terça-feira, 18 de julho de 2017

Primeiro livro do 'Menino do Acre' já vendeu 17 mil cópias

Versão em e-book será lançada nesta sexta-feira, diz agente literária

© Reprodução / Facebook
Primeiro dos livros criptografados deixados pelo "Menino do Acre", "Teoria de Absorção de Conhecimentos (TAC)" será lançado nesta quinta-feira (20), em Rio Branco. O lançamento da obra de Bruno Borges, desaparecido desde 27 de março, será em uma das casas de eventos da família, apenas para convidados.


A obra está sendo tratada pela família e pela agente literária Renata Carvalho como uma homenagem ao jovem, que estudava psicologia. O livro seria um método "capaz de potencializar a espiritualidade e os órgãos sensoriais para gerar insights produtores de conhecimentos", explicou.
Nas contas de Carvalho, 17 mil unidades do livro foram vendidas antes mesmo do lançamento, esgotando quase que a tiragem inicial, de 20 mil exemplares. A versão em e-book será lançada nesta sexta-feira (21). "A editora pretende criar rodas de leitura por todo o Brasil, a fim de divulgar as ideias do autor e a obra”, contou a agente ao G1.

Buscas
Delegado responsável pelas investigações, Alcino Sousa Júnior diz que a polícia não acredita que Bruno Borges tenha sido assassinado ou sequestrado. "Trata-se dim de uma vontade própria, como já foi falado. Um plano para divulgação das obras", contou ao site.
Anteriormente, a Polícia Civil afirmou que, no mesmo dia em que o 'Jovem do Acre' desapareceu, um documento sobre o faturamento das obras foi registrado em Rio Branco. O "Contrato de Sociedade no Projeto Enzo com o Lançamento de 14 Obras" foi registrado no dia 27 de março, no Primeiro Tabelionato de Notas e firmado com Marcelo de Souza Ferreira, amigo de Bruno.
O documento define que haveria benefício de 15% do faturamento bruto do 'Projeto Enzo' e das '14 literaturas iniciais', parte do lançamento do 'projeto'. Mãe do jovem desaparecido, a empresária Denise Borges refutou, à época, a ideia de que o sumiço do filho seja uma "jogada de marketing".
"Eu sou a única pessoa que li os quatro livros. Não se trata de uma jogada de marketing. Eu já sabia da existência dos contratos. Aqueles meninos ajudaram o Bruno", disse a mãe. Denise também confirmou o lançamento do primeiro livro em breve.
"Qual o problema ele fazer um contrato para ajudar amigos que o ajudaram? O problema é que sempre tentam encontrar um meio pra prejudicar a imagem de alguém de bem", disse a irmã de Bruno, Gabriela Borges, em uma rede social.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb