Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Repórter presa por ligação com facção não saía de casa há 3 meses

Luana de Almeida Domingos, de 32 anos.

© REPRODUÇÃO
A jornalista paulista e advogada Luana de Almeida Domingos, de 32 anos, contou que ficou os últimos três meses trancada na casa em Ilhabela (SP) onde foi presa nesta terça-feira (4), acusada de transmitir ordens da maior facção de tráfico de São Paulo, o PCC, para fora do presídio.

De acordo com o Extra, Luana Don, como era conhecida, estava foragida desde novembro de 2016. A jornalista disse aos policiais que não saía do imóvel nem para ir à padaria. Quem costumava sair para fazer compras era sua prima, que também vivia no local.

Ainda segundo a reportagem, Luana Don chorou bastante ao ser encontrada durante a ação da Polícia Civil do Rio, com apoio da Polícia Civil de São Paulo.
"Ela negou que estivesse morando no Rio nos últimos meses. Disse que passou o tempo todo nessa casa, que disse ser de um tio", contou Fabrício Oliveira, delegado titular da Delegacia Especializada em Armas, Munição e Explosivos (Desarme).
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb