Publicidade

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Santos fatura título do Brasileiro feminino e pode ter Marta em 2018

O Santos volta a conquistar um título de expressão no futebol feminino após sete anos

© Santos Futebol Clube
O Santos conquistou pela primeira vez o título do Campeonato Brasileiro feminino. Nesta quinta-feira (20), a equipe sagrou-se campeã após vencer o Corinthians por 1 a 0, na Arena Barueri, no segundo confronto da decisão.

Na primeira partida, realizada há uma semana na Vila Belmiro, as Sereias da Vila, como são conhecidas as santistas, venceram por 2 a 0. Assim, podiam perder o duelo por um gol de diferença ou até dois desde que marcasse um.
O Santos volta a conquistar um título de expressão no futebol feminino após sete anos. Na década passada, o clube sagrou-se bicampeão da Copa do Brasil feminina (2008 e 2009) e da Libertadores (2009 e 2010).
Em 2009, a equipe da Vila Belmiro contou com a atacante Marta, que atualmente está no time americano Orlando Pride. De acordo com o presidente santista, Modesto Roma Júnior, a jogadora pode retornar ao clube na próxima temporada.
"Estamos costurando um acordo com o Orlando Pride para contratar a Marta por empréstimo. Porém, é necessário casar o período de recesso da Liga Americana com o calendário do Brasileiro ou da Libertadores. Estamos esperando a CBF e a Conmebol divulgar o calendário de 2018 ", disse o dirigente em entrevista à Folha.
O único gol da decisão foi feito pela argentina Sole Jaimes, 28, que já havia marcado no jogo de ida. Desta vez, ela completou de cabeça um cruzamento feito por Maria, aos 16 minutos da etapa inicial.
Sole, que está no Brasil desde 2015, terminou a competição como artilheira. Em 19 partidas, marcou 18 vezes e venceu a disputa com a brasileira Byanca Brasil, 21, que não balançou a rede nas duas finais, e encerrou o torneio com 15 gols.
As jogadoras do Santos são exceção no futebol feminino do país. Elas possuem registro em carteira profissional, o que entre os atletas de futebol masculino é comum, mas que com as mulheres ainda é uma raridade.
Já o Corinthians é formado através de parceria com o Audax, que não tem contrato profissional com as atletas. O clube faz apenas um acordo de prestação de serviços com duração de um ano com as jogadoras.
A parceria termina no final da temporada. Em conjunto, vão disputar a Copa Libertadores, que será realizada entre novembro e dezembro no Paraguai.
Em 2018, o Corinthians terá um departamento de futebol feminino próprio e formará uma equipe adulta e categorias de base. O time se chamará As Mosqueteiras. Com informações da Folhapress. 
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb