Publicidade

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Um dos líderes do Estado Islâmico já foi funcionário da OTAN

"O terrorista "conhece muito bem o inimigo, pois antes de se tornar jihadista, ele trabalhou na base norte-americana da KFOR Bondsteel (no Kosovo), e antes disso — na OTAN no Afeganistão", disse o jornal italiano Espresso

© Divulgação
Um dos líderes do Estado Islâmico (EI), Lavdrim Muhaxheri, foi executado na Síria por forças russas e sírias, informa o jornal grego pronews.gr.

Segundo os dados do jornal, o terrorista foi morto pela Força Aeroespacial da Rússia e pelas forças sírias Tiger (Tigre) durante uma operação conjunta na região de Idlib. Além disso, foram liquidados seis dos 20 guarda-costas pessoais do terrorista.
De acordo com informações da mídia ocidental, Muhaxheri, antes de aderir ao EI, foi funcionário da missão da OTAN no Kosovo.
Também conhecido pelo pseudônimo de Abu Abdullah al Kosova, o terrorista pertence à etnia albanesa kosovar. Nos vídeos de propaganda do Daesh, ele decapita pessoalmente cristãos, xiitas e alauitas, escreve o jornal grego. Em 2014, o departamento de Estado dos EUA o incluiu na lista de terroristas.
Em maio, após uma viagem de quatro meses à Albânia e Kosovo, ele teria voltado à Síria.
Já em fevereiro de 2016, o jornal italiano Espresso escreveu, citando a inteligência do país, que o terrorista "conhece muito bem o inimigo, pois antes de se tornar jihadista, ele trabalhou na base norte-americana da KFOR Bondsteel (no Kosovo), e antes disso — na OTAN no Afeganistão".
A cidade kosovar de Kacanik, na fronteira com a Macedônia, se tornou conhecida como um centro de recrutamento de jihadistas, tendo fornecido ao EI 3,4 mil membros. Com informações do Sputnik Brasil.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb