Publicidade

Postagem em destaque

Novos vídeos agravam situação de Temer em meio à votação de denúncia

Esta semana será decisiva para o presidente, acusado pela Procuradoria-Geral da República de organização criminosa e obstrução de justiça ...

sábado, 5 de agosto de 2017

Dois morrem e 18 são presos em operação das Forças Armadas no Rio

Mais de 3.500 homens participam da Operação Onerat, que tem o objetivo de combater o roubo de cargas e o tráfico de drogas na cidade

© Agência Brasil
Dois homens morreram e outros 18 foram presos na manhã deste sábado (5) em uma grande operação das Forças Armadas no Rio. Outros dois adolescentes foram presos e 16 carros apreendidos. Os dados foram anunciados no primeiro balanço feito pelos comandantes da operação. Os envolvidos na ação apreenderam também três pistolas e duas granadas até agora.
Mais de 3.500 homens participam da Operação Onerat, que tem o objetivo de combater o roubo de cargas e o tráfico de drogas na cidade. Eles atuam em diversas comunidades, como os Complexos do Lins e Camarista Méier, na zona norte.
A coordenação da Onerat -carga, em latim- é feita pela Secretaria de Estado de Segurança do Estado (Seseg), por meio da ação das polícias Civil e Militar, com o apoio do Comando Militar do Leste (Exército, Marinha e Aeronáutica), da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional de Segurança Pública.Por causa da operação integrada das forças de segurança, a avenida Grajaú-Jacarepaguá está fechada para o trânsito de veículos nos dois sentidos.
Desde o dia 28 de julho, 10 mil homens das Forças Armadas, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional reforçam a segurança do Rio. Num primeiro momento, militares com tanques de guerra e armamento pesado se fizeram notar pela população com presença ostensiva nas ruas.
"Estamos empenhados com a nossa capacidade máxima em colaborar com o Estado do Rio de Janeiro, com a Secretaria de Segurança Pública", destacou o secretário nacional de segurança, o general Carlos Alberto Santos Cruz. Com informações da Folhapress. 
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb