Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

domingo, 6 de agosto de 2017

Elza Soares canta música de Pitty sobre poder feminino; ouça

"Na Pele" está disponível todas as plataformas digitais

© Daniel Ferro/ Divulgação
A parceria é nova. O que une Elza Soares e Pitty na canção “Na Pele”, cujo videoclipe será lançado nesta segunda-feira (7), é antigo. Não apenas a luta pelo espaço da mulher, algo familiar para Elza não apenas na carreira, mas em toda biografia. O tema tampouco é novo para a roqueira baiana, que defende o feminismo em postagens de Instagram a programas de televisão. A letra e a música que colam as duas artistas seria uma faixa do disco “Setevidas”, lançado por Pitty em 2014.


“Mas, na hora, achei que essa música não pertencia àquela obra. Até tentamos gravar, mas a coisa não veio. Deixei a música na gaveta, esperando que ela tomasse um rumo no mundo. Eu já morria de vontade de fazer alguma coisa com Elza, é xaveco antigo. Admiro demais a vida e obra dessa mulher. E aí mandei a música pra ela, para que ela usasse como bem entendesse. E ela quis gravar comigo, vê só que honra. Aí, as pessoas tão achando que a convidada é ela, mas embora a composição seja minha, acho que o lance é mais Elza feat. Pitty”, contou em entrevista ao Noisey nesta sexta-feira (4), quando o áudio de “Na Pele” foi liberado em todas as plataformas digitais.

Além de empoderamento feminino, “Na Pele” toca na homofobia, no preconceito, na maternidade e no atual momento do rock nacional. "Olhe bem pra minha cara. Você vê que eu vivi muito?", canta Elza, que tem 80 anos. "Contemple o desenho fundo dessas minhas jovens rugas", rebate Pitty, aos 39. A música é como um grito rouco, mas não menos poderoso – com timbre rasgado e sons distorcido. Ouça abaixo.


Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb