Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Especialistas: saques do FGTS beneficiam economia do país

Confederação dos dirigentes logistas estima que o impacto dos R$ 44 bilhões sacados provocará aumento de 0,4% no PIB de 2017

© USP Imagens
Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) injetaram um total de R$ 44 bilhões na economia entre 10 de março e 31 de julho. De acordo com balanço divulgado pela Caixa Econômica Federal, os benefícios foram destinados, principalmente, ao comércio e ao pagamento de dívidas.

Estudo realizado pela CNDL e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) verificou o destino dos recursos na atividade econômica. “A pesquisa nos aponta que 35% dos trabalhadores pretendem utilizar esse dinheiro para quitar compromissos em atraso, e cerca de 47% pretendem usar para o consumo diário”, ressaltou o superintendente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL),  Éverton Correia.
Segundo ele, a movimentação dos benefícios sacados impactaram diretamente na economia do País.“Esses recursos, pela nossa estimativa, deverão provocar um impacto no PIB aproximado de 0,4% este ano”, avaliou Correia.
O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, destacou pesquisa do Ministério do Planejamento que também havia identificado o interesse do trabalhador de quitar débitos vencidos. “O Ministério do Planejamento anunciou que 36% desse valor foi para a quitação ou amortização de dívidas. Isso é importante porque permite ao trabalhador voltar a consumir, a ter novo crédito. Isso realimenta o consumo e a economia”, disse ele.
Já o economista Mauricio Godoi, professor de economia da Saint Paul Escola de Negócios, destacou o fato de, no primeiro momento, a medida ter melhorado a liquidez do mercado. “O governo colocou em circulação um dinheiro que estava sem utilização. Por exemplo, aquela notinha de dez reais circulou mais vezes pelo banco, ou seja, começou a virar mais dentro do banco”, observa. As informações são do Portal Brasil.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb