Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

sábado, 5 de agosto de 2017

Ex-procurador começou a atuar pela JBS cinco dias após exoneração

Miller participou de reunião sobre delação de executivos da empresa

© Alex Lanza/MPMG
O ex-procurador federal Marcelo Miller começou a atuar pela JBS, empresa do grupo comandado pelos irmãos Wesley e Joesley Batista, logo após ter sido exonerado de seu cargo no Ministério Público Federal.

De acordo com o colunista Ricardo Noblat, Miller participou, como advogado do grupo, de uma reunião na Procuradoria-Geral da República apenas cinco dias depois de sua saída, dia 11 de abril deste ano.

O nome de Miller está no livro de entrada e saída do prédio da PGR e a própria Procuradoria confirmou a informação. 
O encontro se deu apenas um dia após a homologação da delação de executivos da empresa pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Facchin. Delação essa, que veio à tona em maio e gerou denúncia da PGR contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva, que não foi aceita pela Câmara e teve seu prosseguimento interrompido.
LAVA JATO
Marcelo Miller fez parte da força-tarefa do MPF para a Lava Jato. Logo após sua entrada no escritório que defende o grupo J&F, da qual a JBS faz parte, a Associação Nacional de Procuradores da República sugeriu a Rodrigo Janot, procurador-geral da República, uma quarentena para exonerados.
Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb