Publicidade

sábado, 5 de agosto de 2017

Santos espera convite da Conmebol para selar acordo com Marta

Jogadora receberia salário de R$ 120 mil por mês no Peixe

© Getty Images
O presidente do Santos, Modesto Roma, aproveitou a sua viagem para os Estados Unidos, onde chefiou a delegação da seleção brasileira feminina de futebol no Torneio das Nações, para sacramentar a contratação da meia-atacante Marta. O UOL Esporte apurou dentro do clube que o mandatário acertou salários com a atleta, que receberá cerca de R$ 120 mil para voltar a defender o Santos.

No entanto, o dirigente foi prudente e não assinou nenhum acordo oficial com Marta. Isso porque Roma espera que a Conmebol convide o Santos para a disputa da Copa Libertadores da América no fim desta temporada.

Inicialmente, por ser campeão brasileiro de 2017, o Santos acreditou que tinha a vaga garantida, mas descobriu que o representante brasileiro será o campeão nacional do ano passado, neste caso, o Flamengo. Agora o alvinegro praiano espera participar da competição como convidado.Caso isso ocorra, Marta será o atrativo do Santos na Libertadores. Os dirigentes santistas não veem sentido em contratar a atacante para disputar somente o Campeonato Paulista

.A Libertadores feminina será disputada em novembro deste ano, no Paraguai. Por enquanto, a competição contará com 12 participantes -dez campeões nacionais associados da Conmebol, o atual campeão e uma equipe do país-sede.Hoje, Marta atua no Orlando Pride, dos Estados Unidos, mas jogaria a Libertadores por empréstimo ao Santos.

 De férias no fim do ano devido ao calendário da Liga de futebol feminino dos Estados Unidos, a brasileira não teria problema em assumir um compromisso temporário com o time paulista. O acordo salarial está apalavrado.A amizade da atleta com o presidente Modesto Roma também fez com que a jogadora aceitasse um ordenado menor para voltar ao Santos por cerca de três meses. Ela, inclusive, participou da campanha do presidente em 2014.

Marta é considerada no projeto santista a "cereja do bolo". A ideia é fazer do clube uma referência no futebol feminino do Brasil e, para isso, a diretoria santista acredita que é essencial a contratação da meia-atacante, que defendeu o clube entre 2009 e 2010 e voltou para rápida passagem em 2011.

Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.
Solicitamos não incluir hiperligações (links) ou qualquer código HTML;
comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos.
Muito obrigado. Infonavweb