Publicidade

Postagem em destaque

Criptomoedas estão sendo usadas em esquemas de pirâmide, diz promotor

"Moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular", diz espec...

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Temer exonera dez ministros para que retornem à Câmara

Objetivo é que eles ajudem a sessão a ter quorum e garantam votos para barrar acusação por corrupção passiva

© Marcos Corrêa/PR
O presidente Michel Temer exonerou temporariamente nesta quarta-feira (2) dez ministros. Ele afastou os auxiliares que têm mandato parlamentar para que saiam em sua defesa em plenário, ajudem a sessão a ter quorum e garantam votos para barrar acusação por corrupção passiva. A ideia é eles voltem aos cargos na quinta (3).

As exonerações foram publicadas no "Diário Oficial da União". Só os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Ricardo Barros (Saúde), que também detêm mandatos parlamentares, foram mantidos nos cargos. O discurso é de que eles continuaram para que iniciativas das pastas não sejam afetadas.
Às 8h47, a Câmara atingiu os 52 deputados presentes na Casa para abrir a sessão, marcada para as 9h.
A votação, porém, só pode começar depois que 342 deputados registrarem presença.
Os dez ministros exonerados para voltar à Câmara:
  • Antonio Imbassahy (PSDB-BA) - Ministro-chefe da Secretaria de Governo
  • Mendonça Filho (DEM-PE) - Ministro da Educação
  • Bruno Araújo (PSDB-PE) - Ministro das Cidades
  • Fernando Filho (PSB-PE) - Ministro de Minas e Energia
  • Osmar Terra (PMDB - RS) - Ministro do Desenvolvimento Social
  • Leonardo Picciani (PMDB-RJ) - Ministro do Esporte
  • Sarney Filho (PV-MA) - Ministro do Meio Ambiente
  • Ronaldo Nogueira (PTB-RS) - Ministro do Trabalho
  • Marx Beltrão (PMDB-AL) - Ministro do Turismo
  • Maurício Quintella Lessa (PR-AL) - Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado. Infonavweb